Notícia Importante

Amigas e Amigos,

Alguns blogs vem sendo apagados repentinamente pelo Google. Esperamos que isso não aconteça com este blog, pois nossa tarefa aqui é a de oferecer informação e reflexão. Desta forma, como precaução e na perspectiva de continuar a disseminar as vertentes instrumentalizadas em forma de livros, revistas e artigos que existem e promovem o desenvolvimento, recomendamos que insira em seus favoritos nosso endereço paralelo:


Desenvolvimento em questão


Faça os Pedidos e Avisos de Links Quebrados em Comentários no WordPress


Atenciosamente,

Marcos Paulo

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Aparelhos Ideológicos de Estado - Louis Althusser


Aparelhos Ideológicos de Estado - Louis Althusser

Althusser compreende a Ideologia em geral nos seguintes termos: i) a Ideologia não tem uma história própria, pois não passa de devaneio consciente, produto arbitrário de uma imaginação desordenadamente a-histórica, e como o inconsciente para Freud, “tem uma estrutura e um funcionamento tais que fazem dela uma realidade não-histórica, isto é, omni-histórica, no sentido em que esta estrutura e este funcionamento se apresentam da mesma forma imutável em toda a história”; ii) as ideologias “têm uma existência material”, ou seja, são formadas por aquelas práticas sociais necessárias para a reprodução das relações sociais de produção; iii) as ideologias operam sobre e dentro dos indivíduos através de e como mecanismos ideológicos de sujeição, transformando “os indivíduos em sujeitos”; iv) a função geral desses mecanismos é a de sujeitar os indivíduos às exigências da produção social e de suas relações conseqüentes, fazendo-os crer na naturalidade da existência dessas relações, bem como na naturalidade dos indivíduos ocuparem nessas relações o lugar que ocupam / devem ocupar: “os indivíduos são sempre/já sujeitos”. A Ideologia é, em verdade, uma estrutura básica, uma engrenagem que determina as diversas manifestações ideológicas: seus mecanismos sujeitam os indivíduos fazendo-os reconhecerem-se enquanto sujeitos sociais de uma concretude falsa e naturalmente sujeitados por ideais abstratos, mas tidos como ‘reais’ e absolutos. Essa sujeição não se dá apenas no nível das idéias (do conhecimento, do pensar), mas tem existência real nas práticas sociais e nas instituições: são os Aparelhos Ideológicos de Estado – os AIE’s.

Download do livro: Clique aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua crítica, pedido ou sugestão. Obrigado.