Notícia Importante

Amigas e Amigos,

Alguns blogs vem sendo apagados repentinamente pelo Google. Esperamos que isso não aconteça com este blog, pois nossa tarefa aqui é a de oferecer informação e reflexão. Desta forma, como precaução e na perspectiva de continuar a disseminar as vertentes instrumentalizadas em forma de livros, revistas e artigos que existem e promovem o desenvolvimento, recomendamos que insira em seus favoritos nosso endereço paralelo:


Desenvolvimento em questão


Faça os Pedidos e Avisos de Links Quebrados em Comentários no WordPress


Atenciosamente,

Marcos Paulo

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Paulo Freire Para Educadores - Vera Barreto



Paulo Freire Para Educadores - Vera Barreto

Com o seu modo peculiar de enxergar a educação, tomando-a como instrumento para que o ser humano possa ser mais ou, em outras palavras, ser sujeito da sua própria história, Paulo Freire nos deixou uma riqueza inestimável. Educador e pensador, é, sem dúvida alguma, uma personalidade que marcou este século de busca pela melhoria da educação no Brasil.
Em Paulo Freire para educadores, a autora, Vera Barreto, numa mescla de informação e exaltação desses pensamentos, aclarando ainda mais a personalidade do educador, constrói um texto vigoroso que une o lado idealista e o lado prático de Freire.

Download do livro: Clique aqui!

Somos Todos Desatentos? O TDA/H e a Construção de Bioidentidades - Rossano Cabral Lima



Somos Todos Desatentos? O TDA/H e a Construção de Bioidentidades - Rossano Cabral Lima

"O bom trabalho acadêmico apresenta três características: rigor teórico, relevância cultural e escrita acessível. Todas estão presentes neste estudo de Rossano Cabral Lima. O autor toma como objeto de investigação o transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade, o TODA/H. A partir dos anos 90, sobretudo, esta entidade clínica começou a gozar de um enorme prestígio nos meios médicos e leigos. Rossano pergunta qual a razão de tal sucesso científico e social. A seu ver, a explosão de diagnósticos do transtorno deve-se menos a eficácia dos tratamentos e a confiabilidade dos diagnósticos do que a mudança nos padrões culturais de formação das subjetividades. Em outras palavras, os indivíduos, provados de suportes tradicionais como a moralidade do trabalho e da família, buscam uma nova refiliação na comunidade do corpo e da saúde.

Download do livro: Clique aqui!