Notícia Importante

Amigas e Amigos,

Alguns blogs vem sendo apagados repentinamente pelo Google. Esperamos que isso não aconteça com este blog, pois nossa tarefa aqui é a de oferecer informação e reflexão. Desta forma, como precaução e na perspectiva de continuar a disseminar as vertentes instrumentalizadas em forma de livros, revistas e artigos que existem e promovem o desenvolvimento, recomendamos que insira em seus favoritos nosso endereço paralelo:


Desenvolvimento em questão


Faça os Pedidos e Avisos de Links Quebrados em Comentários no WordPress


Atenciosamente,

Marcos Paulo

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Do Diálogo e do Dialógico - Martin Buber



Do Diálogo e do Dialógico - Martin Buber

A obra de Martin Buber, tornou-se internacionalmente conhecida e passou a ser discutida como uma das expressões marcantes do moderno existencialismo religioso e por sua proposta, a partir desta raiz específica, de uma filosofia da Relação, do Encontro e do Dialógico. Eu e Tu veio a ser a referência principal do pensamento buberiano. Sem dúvida é neste livro que ele se concentra de maneira mais sistemática e é deste foco que irradia algumas de suas proposições mais inovadoras. Entretanto, a meditação de Buber, sendo, como é, uma indagação em constante processo de aprofundamento e captação do universo da existência humana como experiência do relacionamento e da revelação de Deus na criatura fenomenal e do homem como ser dia-logal e inter-humano, não está circunscrita a um único escrito, por importante que seja.

Download do livro: Clique aqui!

Conhecimento Prudente para uma vida decente: Um discurso sobre as ciências - Boaventura de Souza Santos (Org.)



Conhecimento Prudente para uma vida decente: Um discurso sobre as ciências - Boaventura de Souza Santos (Org.)

Qual é a relação entre o conhecimento científico e a realidade que ele pretende conhecer? O conhecimento científico representa, descobre, cria ou inventa a realidade que pretende conhecer? Quais os critérios por que se afere a adequação ou a correcção dessa relação? O conhecimento científico aspira à verdade, à eficácia, à verossimilhança, à coerência, à referencialidade? Se as verdades científicas de um dado momento histórico têm sido refutadas em momentos posteriores, há algo mais na verdade do que a história da verdade? O modo como a ciência está organizada e o modo como se realiza na prática interfere no tipo e na validade do conhecimento que se produz? Quais as relações entre a ciência e outras formas de conhecimento? Qual o verdadeiro papel do conhecimento científico? Como devem interagir os cientistas com o "resto da sociedade" nos processos de decisão? Estas são algumas das questões analisadas neste livro.

Download do livro: Clique aqui!