Notícia Importante

Amigas e Amigos,

Alguns blogs vem sendo apagados repentinamente pelo Google. Esperamos que isso não aconteça com este blog, pois nossa tarefa aqui é a de oferecer informação e reflexão. Desta forma, como precaução e na perspectiva de continuar a disseminar as vertentes instrumentalizadas em forma de livros, revistas e artigos que existem e promovem o desenvolvimento, recomendamos que insira em seus favoritos nosso endereço paralelo:


Desenvolvimento em questão


Faça os Pedidos e Avisos de Links Quebrados em Comentários no WordPress


Atenciosamente,

Marcos Paulo

sábado, 31 de julho de 2010

Ética Pós-Moderna - Zygmunt Bauman



Ética Pós-Moderna - Zygmunt Bauman

Estaria a moralidade com os dias contados? Estaríamos testemunhando a ¨morte da ética¨ e a transição para a nova era do pós-dever? Será que a ética, no tempo do pós-moderno, está sendo substituída pela estética? Para muitos, quer jornalistas quer acadêmicos, o pós-modernismo traz a ¨emancipação¨ de padrões morais, liberta do dever e desarticula a moral da responsabilidade. Como antídoto aos que se contentam em buscar o que está na moda, Zygmunt Bauman apresenta aqui um poderoso e persuasivo estudo da perspectiva pós-moderna da ética. Para Bauman os grandes temas da ética não perderam nada de sua força: simplesmente precisam ser revistos e tratados de modo inteiramente novo. Nossa era, sugere ele, pode ainda representar uma alvorada e não um entardecer para a ética. No cerne do estudo de Bauman, está sua visão da pós-modernidade como modernidade sem ilusões - emancipada da falsa consciência, das aspirações irreais e dos objetivos irrealizáveis. Bauman caracteriza nossa nova época como ¨reencantamento¨ do mundo, devolvendo dignidade às emoções e legitimidade ao inexplicável. Livres da prisão da modernidade, podemos agora nos confrontar com a capacidade de ética humana sem ilusões. Embora tudo isso não torne a vida moral mais fácil, diz Bauman, pode-se ao menos sonhar em torná-la um pouco mais ética.

Download do livro: Clique aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua crítica, pedido ou sugestão. Obrigado.