Notícia Importante

Amigas e Amigos,

Alguns blogs vem sendo apagados repentinamente pelo Google. Esperamos que isso não aconteça com este blog, pois nossa tarefa aqui é a de oferecer informação e reflexão. Desta forma, como precaução e na perspectiva de continuar a disseminar as vertentes instrumentalizadas em forma de livros, revistas e artigos que existem e promovem o desenvolvimento, recomendamos que insira em seus favoritos nosso endereço paralelo:


Desenvolvimento em questão


Faça os Pedidos e Avisos de Links Quebrados em Comentários no WordPress


Atenciosamente,

Marcos Paulo

segunda-feira, 26 de abril de 2010

O Sistema das Sociedades Modernas - Talcott Parsons



O Sistema das Sociedades Modernas - Talcott Parsons

Talcott Edgar Frederick Parsons (13 de Dezembro, 1902 - 8 de Maio, 1979) foi por muitos anos um dos Sociólogos mais conhecidos nos Estados Unidos e no mundo. Seu trabalho teve Grande influência nas décadas de 1950 e 1960, particularmente na América, mas decaiu gradualmente a partir de então. A mais proeminente tentativa de reviver o persamento parsoniano, sob o título de "Neofuncionalismo", pertence ao sociólogo Jeffrey Alexander, da Universidade de Yale.

Parsons serviu à Universidade de Harvard entre 1927 e 1973. Inicialmente, foi uma figura central no Departamento de Sociologia de Harvard, e posteriormente no Departamento de Relações Sociais (criado por Parsons para refletir sua visão de uma ciência social integrada). Ele desenvolveu um sistema teorético geral para a análise da sociedade que veio a ser chamado de Funcionalismo Estrutural.

A análise de Parsons foi largamente desenvolvida em suas principais obras publicadas. Assim como outros sociólogos, ele buscou combinar atividade humana e estrutura em uma teoria e não se limitou ao Funcionalismo.

Segundo Parsons, há duas dimensões para as sociedades: instrumental e expressiva. Aqui, ele disse haver diferenças significativas entre tipos de interação social.

Ele observou que os indivíduos podem ter relacionamentos personalizados baseados em seus papéis. As características que são associadas com cada tipo de interação, ele chamou de "variáveis de modelo".

Alguns exemplos de sociedades expressivas poderiam incluir famílias, igrejas, clubes, torcidas e grupos sociais menores. Seriam exemplos de sociedades instrumentais os mercados, os agregados e as burocracias.

Download do livro: Clique aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua crítica, pedido ou sugestão. Obrigado.