Notícia Importante

Amigas e Amigos,

Alguns blogs vem sendo apagados repentinamente pelo Google. Esperamos que isso não aconteça com este blog, pois nossa tarefa aqui é a de oferecer informação e reflexão. Desta forma, como precaução e na perspectiva de continuar a disseminar as vertentes instrumentalizadas em forma de livros, revistas e artigos que existem e promovem o desenvolvimento, recomendamos que insira em seus favoritos nosso endereço paralelo:


Desenvolvimento em questão


Faça os Pedidos e Avisos de Links Quebrados em Comentários no WordPress


Atenciosamente,

Marcos Paulo

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Coleção Conjuntura Urbana - Volume 5 – Como Anda Fortaleza



Coleção Conjuntura Urbana - Volume 5 – Como Anda Fortaleza

A oficialização da Região Metropolitana de Fortaleza foi do tipo compulsório, instituída e definida por força legal (Lei Complementar n° 14/73). No que tange à realidade socioespacial, sua institucionalização deu-se antes da manifestação do processo de metropolização. No seu início, quando de sua instalação, a RMF era constituída pelos municípios de Fortaleza, Caucaia, Maranguape, Pacatuba e Aquiráz. Os sucessivos desmembramentos ocorridos devido à emancipação de vários distritos (Eusébio, Guaiúba, Itaitinga e Maracanaú) e a agregação de outros municípios à RMF resultou em conjunto dispondo de temporalidades diferenciadas bem como territórios distintos composto por 13 municípios. Horizonte, Pacajús, Chorozinho e São Gonçalo do Amarante, passaram a compor a Região Metropolitana, conforme a Lei 12.989 de 29 de dezembro de 1999.

Download do Estudo 5: http://www.observatoriodasmetropoles.ufrj.br/Vol5_como_anda_fortaleza.pdf

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua crítica, pedido ou sugestão. Obrigado.